quarta-feira, junho 04, 2008

"Que seja imortal..."






Ah, Vinicius...
Por que tu não me esperaste?
A mim que seria a tua
mais linda história de amor?

Ah, Vinicius...
Poeta a não ter mais fim!
Por que não sopras do além
um versinho só pra mim?

Ah, Vinicius...
Eu seria a tua musa,
namorada, inspiração!
Eu seria a tua cura,
poesia e oração!

Ah, Vinicius...
Por que fui chegar tão tarde?
Por que não nasci lá trás?
Pra curtirmos, bem juntinhos,
muitos suspiros e ais...

Eu te daria carinhos
e beijinhos sem ter fim....
Vinicius, eu dava tudo
pra você gostar de mim!

Ah, Vinicius...
Por culpa tua
eu não teria profissão!
Pois passaria meus dias
desfilando em devoção
pra seduzir o poeta
nas retas do Calçadão
(lá da Praia de Ipanema
onde é eterno o Verão)!

Eu seria a “Mulher morena”
que viria te buscar
pra viver junto contigo
num barquinho, à beira-mar!

Eu seria teu Whisky
doida pra te embriagar
com doses extras de sonho
que te fariam jurar:
“- Que muito mais do que a chama
que um dia pode apagar
será imortal esse amor...
Infinito, a perdurar!”

Goimar Dantas
São Paulo
02-06-08

5 comentários:

esteban disse...

me puede recomendar algún libro de poesía de Antonio Lobo Antunes, a ver si lo consigo en español??

Me gustó este blog con poesías en portugués! Usted escribe??

esteban disse...

jaja! Claro que escribes!! ya leí bien....

Saludos!

poesia potiguar disse...

Olá, Esteban!


Estou feliz por você gostar do meu blog! Seja sempre bem-vindo!!
Sobre Antonio Lobo Antunes, ele diz que ama poesia, mas que só escreve prosa.
Você pode ver o escritor falando sobre isto. Basta abrir esses links:

Abraços!

http://video.globo.com/Videos/Player/Noticias/0,,GIM764684-7823-ENTREVISTA+COM+ANTONIO+LOBO+ANTUNES+PARTE,00.html

http://video.globo.com/Videos/Player/Noticias/0,,GIM764683-7823-ENTREVISTA+COM+ANTONIO+LOBO+ANTUNES+PARTE,00.html

Anônimo disse...

Potiguar Goimar!
Vinícius já deve ter lido seu extraordinário poema lá no céu. Tem de ter lido! Seria um crime seus versos não chegarem a ele! Poesia pura, do jeito que ele gostava e do jeito que ele fazia! Ele deve estar saltitante no céu, mostrando sua homenagem e sua declaração a ele. "Ser de qualquer uma" é pra qualquer um, mas ele sente que é seu, que te cativou e se tornou responsável por você, como diz o pequeno príncipe.
Nem sei o que dizer sobre esse seu novo poema. Talvez um único adjetivo diga tudo por mim: ESPLENDOROSO.
E seus versos me tocam mais ainda porque é o encontro entre dois excelentes poetas: Vinícius e você.
Adoreiiiiiiiii!!!!
Prof. Leo Ricino

poesia potiguar disse...

Ai, Leo...

Que bom você ter voltado... Meus poemas não são os mesmos sem a sua sua ilustre "bênção" poética.

Volte sempre!

Beijão!