segunda-feira, novembro 16, 2009

Meu bem, meu Mau(rício)


Meu bem, meu "Mau", que faz aniversário hoje, recebendo pela sétima vez consecutiva, em nome do Senac, o prêmio Top of Mind.



Ele não precisa ler muito, pois sabe tudo.
Já eu preciso ler tudo, pois não sei nada.
Ele é introspectivo, preza o silêncio e a reflexão.
E eu sou filha da história, Sherazade de formação.
Ele luta Kung fu, enquanto eu pratico Yoga.
Ele se expõe em planilhas e eu em versos e prosa.

Ele sabe contar, calcular a porcentagem!
E eu? Ora, eu sei narrar, escrever, falar bobagem.
Ele prefere o campo e eu, se sonho, é com o mar.
Ele dorme no avião(!) e eu só faço rezar.

Ele se impõe no olhar, eu me apóio na oratória.
Ele é rei da concisão e eu da dissertação.
Ele comanda 30 e eu não chefio ninguém.
Ele enxerga o hoje e eu só vejo o além.

Na emergência, ele é mansidão – já eu viro tempestade.
No dia a dia, sou mais calma, ele grita por bobagem.
Ele dirige em São Paulo, em Minas, nas rotas do litoral.
Eu me perco no bairro, a pé, indo à banca de jornal.

Ele negocia o mundo, multiplica, contrata, demite, produz!
E eu? Eu fico em casa escrevendo, bastando um facho de luz.
Ele usa terno e gravata, gel no cabelo, perfume importado.
Eu uso saia de algodão, com renda, florzinha e babado.

Ele é “João Balalão, senhor capitão, capote vermelho, chapéu de galão, espada na cinta, ginete na mão, João Balalão, Balalão, Balalão”.
E eu sou “Senhora Dona Sanja, faz favor de entrar na roda, diga um verso bem bonito, diga adeus e vá-se embora!”.

No jogo ele grita “Goooooooooool”! E eu sequer presto atenção.
Na música ele desafina e eu sou pleno pulmão.
No amor ele é puro instinto, força física, paixão!
E eu pulso na poesia, romantismo e coração.

Ele é a minha lógica, minha dose de razão.
Ele é o mundo lá fora, puro poder, explosão!
E eu? Meu Deus... O que eu sou?
Só uma moça do sertão.

Goimar Dantas
São Paulo
Setembro/2009

12 comentários:

Zilmara Dahn disse...

olha,não há nada que pague esse vídeo, essa batidinha no peito e depois apontando pro grupo KKKKK. Sabe que assistindo isso, eu jamais diria que é o mesmo Maurício que fica jiboiando no sofá vendo tv depois do almoço, interferindo nas conversas entre vc e eu pra deixar aquela marca registrada dele e depois sair andando,o que dorme plácido à tarde e que mantém guardado até hoje os mesmos discos de Punk Rock de trocentos anos atrás. Eu nunca entendi direito o que ele faz no trabalho, quantos prêmios ganhou ou qual o seu cargo.Ele não conta, não se gaba. Só sei que posso ir na sua casa quando eu quiser, e que meu disco do Sonic Youth estará aí,guardado entre os discos dele há anos,e isso é tudo que eu preciso saber pra que uma pessoa permaneça ON THE TOP OF MY MIND!

Parabéns Brucelino! Muitos e muitos anos de vida!

Sua cu.

poesia potiguar disse...

Olha, eu não sei o que o Mau vai achar desse comentário (você sabe, ele é um eterno mistério...), mas acredito, sinceramente, que agora, de uma vez por todas, ele vai achar você a melhor "CU-nhada" de todos os tempos.

hahahaha. veremos!

Anônimo disse...

éhhhh, interessante! MP39.

Sonia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Goimar querida...que lindo o que escreveu para o seu bem..seu mal..rss..vc escreve de forma simples e tão poética ao mesmo tempo!!
Nós aqui...cantamos parabéns e demos presentes pra ele, acho que gostou, ao menos ele sorriu muito..rss..bem foi de coração..
super bj..saudades
Sonia

poesia potiguar disse...

Sônia, minha linda!

Ele adorou os presentes e adorou a comemoração que vocês fizeram pra ele!

Obrigada pelas palavras e pelo carinho!

Um beijão, saudades também!

gói

Eduardo Lara Resende disse...

Bonito, isto!
Quando puder, visite http://pretextoselr.blogspot.com/

Abraço.

poesia potiguar disse...

Oi, Eduardo!

Obrigada pela visita. Já fui ao seu "pretexto" e gostei muito!

Abraços!

Ju disse...

Ah, eu sinto saudade do sorriso doce do Maurício, quando conversavámos (eu, ele e o Eraldo). Sinto saudade de vc tb Gói, dos nossos papos no ônibus da facul, vc querendo q eu fizesse jornaliso ("menina deixa esse mundo frio da contabilidade e vem pro mundo das letras") rs. Dos nossos almoços semanais no restaurante chinês como Eraldo...
Amo vcs de coração.
E esse poema é lindo, sincero e verdadeiro.
Bjs
Jura

poesia potiguar disse...

Juju, Juju, Balangandãããããã!!!!!

Também definho de saudade de você, do Eraldo e dos almoços naquele restaurante chinês maravilhoso... O mesmo que encheu a minha vida dos caminhos que levam aos rolinhos primavera!heheheh

e continuo achando que você petence muito mais ao mundo das letras do que dos números.

e tenho dito!

um beijão pra você!

Anônimo disse...

Goi!
Conhecendo o Maurício não tão bem, mas o suficiente para entender o teor desse seu lindo poema! Uma homenagem merecida, com certeza!
E que versos! Você é magistral na composição das imagens, as palavras ganham uma vida intensa nos seus versos.
O Maurício deve ter adorado e aberto bem os olhos para a parceira com a qual convive há tanto tempo. Parceira que deu a mais prova poética prova dos seus sentimentos.
Parabéns aos dois!
Leo Ricino

poesia potiguar disse...

Ah, Leo... Sem a sua bênção poética nunca é a mesma coisa. :)

Mais uma vez, obrigada!

Saudade de você!