terça-feira, novembro 16, 2010

Todo o amor que houver nessa vida...




Quem diria, hein, lobo? Quarenta anos... Parece que foi ontem que te vi pela primeira vez, na oitava série. O professor havia saído da sala uns minutos e a bagunça logo se instalou entre os alunos. Foi quando você, do alto de sua autoridade precoce e irrestrita, bateu com força na mesa e gritou a plenos pulmões: "Como é que é?! Vamos parar com essa zona porque eu tô querendo estudar!"

Naquele momento eu soube: você seria para sempre. Você seria para mim. Poucos dias depois, tratei de aplicar o golpe que se tornaria decisivo em nossas vidas: inventei que descendia de uma família de ciganos e pedi pra ler sua mão. O destino, um saco de pipocas e um passeio no alto da Serra do Mar se encarregaram do resto, como bem sabemos. E lá se vão 23 anos!

Parabéns pra você, lobo! Receba essa homenagem singela, mas cheia de amor e carinho!

Em tempo: escolhi as fotos, o texto e a música, mas nosso filho Yuri (cineasta aqui de casa) foi quem fez o vídeo.

Um grande beijo!

4 comentários:

Joana disse...

Ei família linda...vcs me fizeram chorar! Parabéns pelo aniversário e, mais ainda, por todo esse amor!
Beijo Grande em cada um.

poesia potiguar disse...

Obrigada, Joaninha!!!

Você bem sabe que também sou do seu time "Choronas Futebol Clube"!

Saudades imensas de você e da Aninha!!

beijos!

Zilmara Dahn disse...

Super legal o vídeo! Deu pra ver o que o guará muda de visual de 6 em 6 meses. Polícia florestal nunca vai te pegar, peposo!

Sério, parabéns pelos 40 anos. Obrigada por tudo que fez por nós e especialmente por minha filha.

Obrigada por tudo.E muita saúde. Muita luz. Porque agora, fio...é ladeira abaixo!! rsrsrsrs


Te amamos, pança!

poesia potiguar disse...

Irmããããããããã!!!

Guará não dá o braço a torcer, como você sabe, mas sei que ele amooooooooooooou seu comentário!! HAHAHAHAH

beijos!!!!!