quarta-feira, fevereiro 20, 2008

Furacão Lírico




Para mim, o grupo Cordel do Fogo Encantado é um exercício de poesia permanente, uma ode ao lirismo. Uma força da natureza, capitaneada, de forma pertinente, pelo vocalista José Paes de Lira - mais conhecido como Lirinha. Já tive o prazer de de vê-lo em um de seus transes, num show inesquecível aqui em São Paulo, no Sesc Pompéia. Pena eu não ter encontrado as imagens de Lirinha declamando "Ai se sesse", maravilhoso poema de autoria de Zé da Luz, com a qualidade de áudio e vídeo que eu gostaria para postar aqui. Pena. Mas estou certa de que sua voz tão cheia de sotaque e de amor já dá uma idéia de sua potência no palco. Aliás, a força cênica de Lirinha merece ser vista, sentida, ouvida, dançada... Fica aqui a minha sugestão caso você goste, como eu, de mesclar poesia, música e teatro. Aprecie sem moderação.

Um comentário:

César Quadros disse...

Realmente é uma força da natureza. E essa arte não aparece todo o dia!
Viva O Cordel do Fogo Encantado, que seja eterno enquanto dure!!!!