quarta-feira, fevereiro 13, 2008

O poente da poeta





Constelação insular
subverte a furta cor
das estrelas comoventes
entre o céu , o mar e o amor

As gaivotas silenciam,
os anjos dizem amém,
a natureza se eleva,
o Oriente inspira o Zen

Tudo fica mais bonito
o pôr-do-sol resplandece
e a lua que se aproxima
lembra que a vida anoitece


Goimar Dantas
Em algum dia de (1991-1992)?

Um comentário:

César Quadros disse...

Roberta Sáaaaaaaraváaaaaaaaaaliosa!!!!
Adorei a cantora, a tempos procurava uma cantora da nova geração que cante realmente!!! valeu!!!!!!!!